Utilizamos cookies propias y de terceros para recopilar información estadística del uso de nuestra página web y mostrarle publicidad relacionada con sus preferencias mediante el análisis de sus hábitos de navegación. Si continua navegando, consideramos que acepta su uso. Puede cambiar la configuración u obtener más información aquí.
Cerrar
PlanetadeLibros
Sonia Purnell

Sonia Purnell

Sonia Purnell, biógrafa y periodista, ha escrito para The Economist, The Telegraph y The Sunday Times. Su primer libro, Just Boris: A Tale of Blond Ambition (2011), estuvo en la lista de los nominados al Premio Orwell y First Lady: The Life and Wars of Clementine Churchill (2015) fue considerado el libro del año por The Telegraph y The Independent, y quedó finalista en el premio Plutarch a la mejor biografía. Una mujer sin importancia ha sido galardonado con el Premio Plutarch 2020 a la mejor biografía de 2019.

Uma Mulher Sem Importância
Comprar

Uma Mulher Sem Importância

Sonia Purnell

Uma Mulher sem Importância é a história extraordinária de como a feroz persistência de uma mulher ajudou a ganhar a Segunda Guerra Mundial. 

Comprar
Sinopsis de Uma Mulher Sem Importância

Virginia Hall a socialite americana que ajudou a ganhar a Segunda Guerra Mundial, está envolta no esquecimento, apesar dos seus atos heroicos.
Nesta biografia sem precedentes e minuciosamente pesquisada, a autora traz à luz do dia uma das maiores heroínas de sempre desta época negra da História mundial.
Um livro que ressalva a importância da responsabilidade, perseverança, desenvoltura, lealdade, da nossa história e o respeito por todos os seres humanos.
Virginia foi a primeira mulher civil condecorada com a Distinguished Service Cross, em setembro de 1945.
Em 1942, a Gestapo enviou uma transmissão urgente: «Ela é a mais perigosa de todas as espias aliadas. Temos de a encontrar e destruí-la.». O alvo era Virginia Hall, uma socialite americana que conseguira entrar para o Special Operations Executive, a organização de espionagem chamada de «Ministério da Guerra Não Cavalheiresca», de Winston Churchill.
Apesar de ter uma prótese de madeira na perna esquerda, Virginia foi a primeira mulher aliada a ser enviada para trás das linhas inimigas, ajudando a acender a chama da Resistência Francesa.
Virginia estabeleceu uma vasta rede de espiões por toda a França, organizou a chegada de armas e explosivos, dinamitou pontes, libertou prisioneiros, tornando-se num elemento central da Resistência. Embora o seu rosto surgisse em cartazes e tivesse a cabeça a prémio, Virginia recusou sistematicamente a ordem de evacuação. Acabaria por escapar, depois de revelado o seu disfarce, numa arrojada e perigosa viagem a pé através dos Pirenéus, em direção a Espanha. Mas regressaria determinada a salvar mais vidas, conduzindo uma campanha de guerrilha vitoriosa e libertando dos nazis áreas de França já depois do Dia D.
Com base numa minuciosa investigação, Sonia Purnell revela, pela primeira vez, a vida até agora ignorada de Virginia Hall. Uma história inspiradora de heroísmo, resistência e triunfo pessoal sobre a mais chocante adversidade.

Virginia Hall a socialite americana que ajudou a ganhar a Segunda Guerra Mundial, está envolta no esquecimento, apesar dos seus atos heroicos.
Nesta biografia sem precedentes e minuciosamente pesquisada, a autora traz à luz do dia uma das maiores heroínas de sempre desta época negra da História mundial.
Um livro que ressalva a importância da responsabilidade, perseverança, desenvoltura, lealdade, da nossa história e o respeito por todos os seres humanos.
Virginia foi a primeira mulher civil condecorada com a Distinguished Service Cross, em setembro de 1945.
Em 1942, a Gestapo enviou uma transmissão urgente: «Ela é a mais perigosa de todas as espias aliadas. Temos de a encontrar e destruí-la.». O alvo era Virginia Hall, uma socialite americana que conseguira entrar para o Special Operations Executive, a organização de espionagem chamada de «Ministério da Guerra Não Cavalheiresca», de Winston Churchill.
Apesar de ter uma prótese de madeira na perna esquerda, Virginia foi a primeira mulher aliada a ser enviada para trás das linhas inimigas, ajudando a acender a chama da Resistência Francesa.
Virginia estabeleceu uma vasta rede de espiões por toda a França, organizou a chegada de armas e explosivos, dinamitou pontes, libertou prisioneiros, tornando-se num elemento central da Resistência. Embora o seu rosto surgisse em cartazes e tivesse a cabeça a prémio, Virginia recusou sistematicamente a ordem de evacuação. Acabaria por escapar, depois de revelado o seu disfarce, numa arrojada e perigosa viagem a pé através dos Pirenéus, em direção a Espanha. Mas regressaria determinada a salvar mais vidas, conduzindo uma campanha de guerrilha vitoriosa e libertando dos nazis áreas de França já depois do Dia D.
Com base numa minuciosa investigação, Sonia Purnell revela, pela primeira vez, a vida até agora ignorada de Virginia Hall. Uma história inspiradora de heroísmo, resistência e triunfo pessoal sobre a mais chocante adversidade.

Bibliografía de Sonia Purnell

Cargando...